sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Dúvidas ( Karma, anti-karma e Dharma )

Na realidade e teoricamente, só dois dos 12 karmas têm realmente inimigos directos, são eles: O karma da Honestidade, Submundo, que têm o Crítico/karma da Fé, como seu inimigo, pois o segundo foi o inquisidor que queimou as bruxas na fogueira, ou seja, o karma do Submundo. E também o karma da Dor/Saúde, que foi escravo do Karma do Preconceito/Igualdade, que foi senhor de escravos. Porém, uma forma de você avaliar esta questão e lembrar que no livro tem o Dharma e o anti-karma, ou seja, o signo oposto do seu Dharma, que, na realidade, é quem nos dificulta a vida, trazendo os desafios e as questões a evoluir. Porém,Tércio amigo, para se avaliar karma tem de se pensar de forma espiritual. Sendo assim, os anti-karma (ou a dificuldade) favorecem-nos na evolução, pois é mais fácil aprender na paciência, que é a arte de amar, e através do incómodo, e não da facilidade. Por isso, os inimigos são, sem o ego Humano, nossos melhores amigos, compreende? Sendo assim, o nosso trabalho na vida, é sem dúvida, aprender a perdoar e a buscar o crescimento real que existe nas coisas.
Beijos.


Sussuca.




Pensamento do dia
O homem é de natureza focal, por isso o seu trabalho na vida é escolher. E ao escolher, terá que frustrar. Sendo assim, quanto mais aprendemos a frustrar, mais seremos capazes de escolher. E, isso sim, é o sentido da liberdade.

8 comentários:

Tercio Rodrigo disse...

Melhor exposto, impossível, Sussuca!

Não consigo deixar de reparar que aqueles para os quais somos o Dharma, são "antikarmáticos" para nós... ou seja, ainda que na dificuldade de aceitar o estilo e decisões dos últimos, estes terminam nos prestando um serviço, da mesma forma...rs... Exemplificando de mim mesmo, não tenho uma simpatia especial por nenhum conhecido meu que seja Anti-Karma, mas não posso deixar de apontá-los como pessoas leais e próximas (como não poderia deixar de ser...).
Me recordo de conversas anteriores nossas, em que você me alertava que a avaliação conforme você professa tem que ser intuitiva também... mas ter regras é sempre tãaaaaoooo confortável...rs...
Infelizmente, não são elas que conduzem ao verdadeiro aprendizado, que requer reflexão, e sobretudo, experimentação!
Formatarei mais algumas dúvidas e estarei encaminhando em breve.

Beijos cobertos de gratidão,
Tércio Rodrigo de Azevedo Lima
Rio de Janeiro
Brasil

Tercio Rodrigo disse...

Sussuca,
agradeço enormemente o suporte que tem me dado, através destes esclarecimentos. Mas minhas dúvidas ainda seguem no campo das interações entre carmas...rs...
Muitos dos posicionamentos citados em seu livro ou são neutros, ou tendem para relacionamentos afetivos. É correto afirmar que carmas com os mesmos elementos fundamentais tem mais possibilidade de interagirem de forma positiva conforme estes elementos? Exemplificando: "Velho" e "Crítico" (fundamentados em Terra, ainda que visando Água) teriam mais possibilidade de um bom entendimento se a relação deles tiver objetivos puramente materiais?
Beijos,
Tércio Rodrigo de Azevedo Lima
Rio de Janeiro
Brasil

Tercio Rodrigo disse...

Sussuca,
alterarei um pouco o foco das minhas perguntas, para uma um pouco mais específica...
ASpectos podem ter alguma conotação cármica, mesmo num mapa natal? Ou seja: planetas ligados por determinados aspectos podem indicar qualidades ou dificuldades geradas no pretérito?
Conjugadamente a esta pergunta: planetas em trânsito com nossos Nodos indicam, de fato, circunstâncias ligadas a nosso desenvolvimento cármico, com sua interpretação variando conforme os planetas envolvidos, os aspectos gerados, e principalmente, o carma particular do indivíduo?
Beijos sempre gratos,
Tércio Rodrigo de Azevedo Lima
Rio de Janeiro
Brasil

Pedro Costa disse...

Olá Su!
Cá vem o Crítico... "criticar", simplificar ou complicar... Para ser completamente sincero e honesto, não me importo muito com o nome das coisas, como tu sabes... Porém Su, ensinaste-me a olhar para dentro de mim e a acreditar no que sinto... e ensinaste-me que esse é o valor pelo qual devemos lutar... reside aí a nossa liberdade.
Na verdade, depois disso sinto-me um pouco "missionário" desta palavra: "olhem-se a si proprios e sintam-se a si proprios"... tudo o resto arruma-se por si... independentemente dos nomes que se queira dar.

bj doce, e felicidades por esta especie de cosmos digital

Pedro Costa

HL disse...

Sussuca tenho a nítida impressão que o meu Karma "Fenix" acabou, é possível?

Magic Moments disse...

Das coisas melhores que a vida tem são os dias em que menos esperamos e conhecemos pessoas que nos enchem de alegria e nesse dia ficamos muito mais ricos do que o que estavamos...ricos de alma,ricos de coração e ricos de sabedoría, sabedoría essa que nem sempre sabemos ou a reconhecemos dentro de nós, porém até nisso é bom conhecer a Sussuca porque ela descodifica e da as coordenadas para nós encarrilarmos na nossa vida porque "se a linha que estivermos não for a mais certa, cada estação que nós paremos será a errada..."Até breve com ou sem cafe e obrigado Sussuca.
Beijo
Hélio

jandirarodrigues disse...

Sussuca, que prazer em te encontrar e ver que o seu crescimento na astrologia cármica. Suas postagens são de uma clareza esplêndida e nos ajudam a compreender melhor nosso percurso nesta vida. Obrigada e muitas saudaes. Beijos Jandira

jandirarodrigues disse...

Sussuca, mtas saudades e mil parabéns